Home > Navegue

AOS RESPONSÁVEIS PELA TAREFA DE RENOVAÇÃO

Parece-nos que poucos, muito poucos, estão conscientes da finalidade da tarefa de renovação. Alguns pensam ser suficiente a freqüência no trabalho, outros admitem que a finalidade dos mesmos é livrar-se do cobrador, daquele que lhe parece assediar injustamente. Poucos se dão conta que é preciso renovar-se intimamente para ser perdoado, desculpado pelo ser que magoou, feriu quando o desconsiderou, desamou ou atraiçoou, o esqueceu e o ignorou no seu ato de desconhecer a eternidade e a continuidade da vida.

Encaminhá-los para esta tarefa redentora não é suficiente, carecem de ser esclarecidos e lembrados da razão e do porquê de serem verdadeiros na sua proposta de se fazerem companheiros fraternos e amigos de quem guardaram, por tanto tempo, sentimentos e desejos de vingança, pelo que sofreram, pela desconsideração com seus sentimentos, e não poderem, até então, perdoar quem lhes ultrajou e desrespeitou a dignidade.

Ao se sentirem injustiçados, violados em seus direitos de liberdade, sofridos pela interferência a que estão submetidos pela lei da ação e reação, ressentidos, cumprem as regras limitadoras sem amor. Transformam a freqüência à tarefa ato rotineiro, perdem tempo, transferem para o amanhã a libertação e se sentem invadidos, pressionados, assediados, vítimas, por não reconhecerem que são os verdadeiros responsáveis, pois um dia semearam a dor, mataram as esperanças, magoaram e feriram velhos companheiros de caminho. No tempo os esqueceram, mas por eles não passam esquecidos, por não terem evoluído e se capacitarem a perdoar.

Lembrá-los que perdem seu precioso tempo, animá-los à mudança, conquistar-lhes a confiança, estimulá-lo a caminharem juntos, restabelecendo uma relação mal realizada, exige de quem faz renovação o sentimento do amor, após o de compaixão.

Saber, se propor à necessidade de mudança, não é suficiente, é preciso mudar seus valores e cumprir com suas propostas, para se fazer modelo de quem carecia de oportunidade para se sentir reconsiderado, respeitado por quem o tenha magoado tão profundamente, que na sua dor estagiou no tempo e não se fez em paz, harmonia e não se libertou para se fazer feliz.

Mais uma página agregamos a tantas outras no intuito de alertá-los da necessidade de se renovarem, amando a quem lhes dá uma nova oportunidade de se libertarem de culpas de um distante ontem de desamor, desrespeito e desconsideração para com os que eram companheiros de caminhada.

A lei não transige, esta é a realidade. Acreditem.

 

                                                                           Messias

 

 

Recebido pela Nydia em 26.06.2008

Revisão: Clovis