Home > Navegue

PROGRAMAÇÃO NÃO REALIZADA

Nem sempre nossa programação é permitida na sua realização, e situações são criadas para impedi-las. Ficamos muitas vezes sem compreender o porquê, pois a ela somos levados cheios de boas intenções, boa vontade, solidariedade e fraternidade.

Ficamos frustrados nas nossas intenções, nos sentimos rejeitados no nosso desejo de auxiliar e participar do momento penoso por que passam os que amamos, dúvidas vão se acumulando e nos fragilizamos não sendo capazes de entender o porquê.

Tão simples é a razão de nossa impotência: o nosso desejo iria interferir no ato purificador, renovador, que resgatará o passado daqueles a quem desejamos que possam viver em paz, desfrutar das oportunidades que a vida lhes concede tranqüilos e porque não felizes e saudáveis. 

Nossa impotência é um sinal que deve ser de alerta para uma melhor reflexão em relação a como proceder, evitando que nos façamos responsáveis pelo nosso ato de interferir em uma programação feita para que o ontem seja liberado, para favorecer um novo amanhã, livre de resgate que precisava ser cumprido na Lei de Ação e Reação.

Assim, amigos, quando a boa vontade em ajudar não atinge nosso irmão em sofrimento não sofram pela impotência, pela falta de aceitação de nosso aconselhamento, da rejeição ao nosso encaminhamento para que dirijam seus passos em outra direção.

Contentem-se em poder pedir ao Pai por excelência, que leve o nosso companheiro de caminhada pela mão, para que possa sair das sombras e encontrar a luz, a fim de que desperte e possa bem realizar sua proposta libertadora.

Ajudar amigos não exige que nos envolvamos na dor e no sofrimento dos que amamos e desejamos que possam viver em paz e na harmonia do Universo.

 

Messias, por vezes o socorrista no ato de esclarecer.

 

Recebida pela Nydia em 17.08.2008.

Revisão: Clovis

 

“Aos que se propõem a ajudar”