Home > Navegue

TRABALHADORES DO GRUPO LIBERTAÇÃO

Está faltando dedicação amorosa no trato das tarefas assistenciais em prol daqueles que carecem receber a iluminação, a diretriz, para seu novo estágio espiritual.

Ainda não se aperceberam que só a presença física não é suficiente, eis que só participar a nada leva se não cooperarem com a emoção, a ternura, a compaixão por bloquearem a sensibilidade.

Perguntamos:

– O que aciona a energia, o que a movimenta, o que a transforma?

Só tem uma resposta:

O amor, o sentimento de solidariedade, de fraternidade.

Poderiam fazer muito mais se não fossem tão pacienciosos no ato de dar-se, pois o Mestre do Amor ensinou que só o amor constrói, liberta e une seus filhos.

Não desconhecem este grande e sábio ensinamento, mas a ele, na maioria das vezes, não correspondem e o que vemos é o desapontamento daqueles que vêm sedentos de ajuda, apoio, assistência e não recebem o que lhes esperançava. Esta situação tanto acontece em relação aos irmãos de humanidade como aos que convivem atualmente no plano espiritual.

O que os terá transformado, incapacitado para um gesto de amor maior? Mágoas, frustrações, desapontamento, angústias, descrença por não serem capazes de desculpar, perdoar quem os tenha ofendido?

Se assim for acreditamos que as Leis do Pai ainda não foram assimiladas o suficiente, que ainda não se fizeram capacitados no servir amando.

Se despertarem em amor, solidariedade e fraternidade verão a diferença nas conseqüências das tarefas e constatarão os resultados, as mudanças que ocorrerão nas vivências de nossos carentes irmãos, companheiros de caminhada e evolução.

Atrevam-se a não temer se fazerem libertos no amor, sem medo de sofrerem, de enfrentarem assédios de parte de quem não percebe que estão diferençados do que foram ontem, quando os magoaram, feriram e mataram suas esperanças.

Estamos disponíveis para ajudá-los na busca de sua libertação, assistindo seu aprendizado no servir amando e nos fazendo presentes nos seus diferentes momentos de paz e inquietação, pois hoje somos capazes de amá-los e respeitá-los como irmãos em Cristo, o grande patrocinador da Harmonia na Humanidade.

Tenham fé, não desistam de buscar a renovação para se fazerem representantes do Pai, por se fazerem homens da Nova Era e servirem amando.

O nosso estímulo para todos os de boa vontade que ouviram o chamado de “vem e ajuda” e responderam “presente”, tocados pelo amor universal.

 

 

                                                                           Messias

 

 

 

 

 

Recebido pela Nydia em 28.10.2008

Revisão: Clovis