Home > Navegue

A HORA DAS MUDANÇAS

Chegada a hora, por mais que resistam às mudanças elas vão acontecer, pois a programação proposta carece de ser realizada, para que cumpra sua finalidade, eis que transferi-la no tempo traria prejuízos inomináveis.

Quanto a fazer! Quanto a renovar! Quanta resistência a ser vencida pelo personalismo e pelo absolutismo que dificultam a união de todos que se reencontram para caminharem juntos no aperfeiçoamento, na evolução, no resgate libertador.

Tão arraigados estão a valores temporais que não sabem conviver com valores que os classificam como homens do amanhã, despojados, desprendidos, humanizados, por terem despertado suas consciências, assumido suas responsabilidades, aprendido se não se amar e se considerar no uso de sua liberdade.

Quantos ainda não sabem conviver com o prazer no ato de viver.

Quantos não se fazem gratos pela saúde, pelas oportunidades que lhes foi concedida.

Quantos preferem alimentar-se de mágoas, ressentimentos, abraçando-se a sentimentos imaginários.

Quantos convivem com baixa autoestima, fazem-se vítimas não percebendo que se vitimaram por temer a felicidade, não saber conviver com a paz interna, por temer ouvir a voz de suas consciências.

Como conquistar a harmonia elegendo todos estes tipos de dificuldades para o convívio diário?

O resultado destes comportamentos é a carência de auxílio espiritual, o de se manterem dependentes de atendimentos constantes, desnecessários se outra fosse sua atitude frente às dificuldades disciplinadoras que o envolve, para que se impulsione e tome a decisão de renovar-se ou renascer de si mesmo, por reconhecer o poder divino que porta pela misericórdia Divina.

Os tempos chegados precisam ser reconhecidos, apesar de sofridos, como benéficos, para que uma nova ordem planetária se instale, a harmonia se faça entre povos, a união religue os homens de boa vontade para que haja respeito às leis da criação.

Que assim se faça a prece de nosso coração do Pai Eterno.

 

                                                                           Messias

 

Recebido pela Nydia em 19.03.2009

Revisão: Clovis