Home > Navegue

MILAGRE

Confesso que fui surpreendido, não esperava ser chamado a retornar ao Plano Imaterial quando as chuvas chegaram alagando tudo que pensava ser meu espaço. Ela chegou ruidosa, impetuosa e foi derrubando e desorganizando o ambiente sem nenhum constrangimento, toda poderosa.

No principio tentei administrar a situação, aligeirei-me, mas quando as águas foram subindo percebi que precisava cair fora se quisesse sobreviver. Só não contava com a força do temporal lá fora, o vento era senhor absoluto, impunha-se, fiquei a mercê de toda aquela turbulência, gritava, pedia socorro. O medo se fez pânico, deixei de lutar. As águas rolavam, meu corpo boiava, era arrastado, as forças me deixaram impotente quanto à força da natureza indomável, me fiz inerte, deixei de pensar, sentia o frio da água que terminou me anestesiando. A hipotermia fez este benefício, não agradeci porque raciocinar não mais me era dado fazer, estava entregue ao meu destino.

− Que destino seria ao final de todo aquele deslocamento nas águas?

Foi aí que aconteceu “o milagre”. Ouvi uma voz tranqüila que me dizia:

− “Filho, não te debate mais, estou aqui para te amparar, deixa que as águas levem teu corpo, agora inútil, e vem comigo, ficaste liberto para continuar a tua caminhada, num novo estágio espiritual”.

Só então me apercebi de toda verdade, meu tempo se tinha esgotado como homem entre os homens, agora, surpreendido, estava me conscientizando de que a vida é eterna, continua.

Confiei-me ao amigo que me amparava, deixei-me conduzir e fui levado a um local, uma clínica de recuperação.

Fui escolhido para trazer esta mensagem esclarecedora, de que o Pai não desampara, nunca, por maior que seja a tragédia que envolva a humanidade, como esta demonstrada pelas forças da natureza.

Perguntarão:

− Por que este relembrar?

Para logo apagar da minha mente todo pavor que de mim se assenhoreou, quando impotente me fiz frente à fúria das águas que me libertaram, às quais terei que ser agradecido evitando me sentir vítima e traído, assim iniciarei um tratamento para que sequelas não fiquem em meu espírito, para preparar-me, quem sabe, para um próximo retorno a Terra que tudo me deu e tudo me tirou.

 

Leovegildo, o nome que escolhi para este momento especial de esclarecimento.

 

 

Recebida pela Nydia em 03.02.2009

Revisão: Clovis