Home > Navegue

SINCERIDADE

 

O que tiverem que dizer, digam frente a frente, olhando nos olhos do outro, sem dissimulações, desvios de posturas; sejam leais a si mesmos e a quem se dirigirem. Faz-se necessário adotar junto ao aprendizado do SERVIR AMANDO também uma atitude de SINCERIDADE, de franqueza nas expressões, de clareza nos olhares para que possa se estabelecer uma comunicação honesta e fraterna entre todos.

Não basta falar em fraternidade, amor, caridade, quando houver entre uns e outros recursos dissimulatórios de seus verdadeiros sentimentos. Pratiquem a sinceridade em toda sua abrangência. Não sintam vergonha em expor o que realmente sentem e pensam a respeito de qualquer tema. As diferenças fazem parte da realidade em que vivem, conviver com elas de modo verdadeiro é opção de cada um.

Os afins se aproximam naturalmente e tendem algumas vezes a se agrupar, e assim agrupados tornam-se apoiadores no que cada um tem de melhor ou mais dificultoso; enquanto o apoio recíproco está na positividade é produtivo, quando é na negatividade é destrutivo, pois dificulta no outro a mudança de postura.

Bom seria se ampliassem as trocas, não permanecessem sempre compartilhando suas idéias, experiências e sentimentos sempre com os mesmos, isto torna o processo evolutivo menos rápido do que poderia ser se houvesse flexibilidade maior nos contatos.

Qualquer que seja a opção de cada um a SINCERIDADE deveria ser o determinante nos relacionamentos estabelecidos dentro desta Nossa Casa. Sabemos que não é fácil dizer diretamente ao outro o que nos desagrada no que está propondo ou a forma como está a fazê-lo, mas na medida em que consigam agir assim vão perceber o quanto mais serão respeitados e o quanto vão se sentir bem.

Assim como semelhante atrai semelhante, SINCERIDADE atrairá SINCERIDADE e com isto tudo fluirá melhor. Não há porque não falar diretamente com quem não concordamos ao invés de difundir com outros nosso desacordo em relação a qualquer situação.

A cada comentário feito sobre alguém, quando acompanhado de emoção, abre-se espaço para os irmãos de pouca luz se infiltrar suavemente tornando maior o que – muitas vezes – é pequenino.

A SINCERIDADE deveria embasar o convívio que está se estabelecendo entre antigos e novos trabalhadores principalmente nesta fase – ainda delicada – em que mudanças estão ocorrendo e outras ainda virão.

Em verdade não haverá momento em que tudo esteja pronto, o processo é dinâmico e progressivo e exigirá cada vez mais atenção e empenho dos que estão envolvidos na continuidade dos projetos a serem executados.

Permitam-se através de um simples observar-se o quanto estão sendo sinceros no seu dizer e fazer.

Este chamamento torna-se preciso devido às sutis energias que envolvem uns e outros; em alguns momentos enquanto vocês sorriem, os irmãos menores gargalham e é nisto que estamos trabalhando e para isto é que estamos solicitando SINCERIDADE em todos os níveis.

Protejam-se através de atitudes salutares.

Um abraço fraterno.

 

Álvaro

 

 

Recebida por Magali em 16.10.2009

Revisão: Clovis