Home > Navegue

PRATICANDO O SERVIR AMANDO

Como estão praticando o aprendizado do Servir Amando?  Qual o entendimento que possuem do que é solicitado a quem se dispõe a colocar amor em seu modo de servir?

Não há necessidade de nada mais do que deixar que aflorem em suas atitudes para com o outro, seus melhores sentimentos, aquilo que você possui de especial, que é só seu – sua maneira de ouvir, acolher, mostrar-se solidário. Não é preciso, muitas vezes, nada mais do que um escutar atento e silencioso para que esteja exercitando o aprendizado da fraternidade e generosidade; o outro, em seu sofrimento, não quer palavras rebuscadas, expressões sem profundidade, gestos superficiais, deseja, sim, o abraço acolhedor, a palavra gentil e denotadora de compreensão pelo seu momento e este proceder qualquer um pode ter, não requer nada mais do que AMOR.

Busquem exercitar-se dentro desta Casa e quanto mais praticarem melhores condições terão de expandir este modo comunicativo com todos aqueles que cruzarem seus caminhos.

Não esperem que o outro grite sua dor, desespere-se em desequilíbrio para aportar-lhe seu fraternal amor, antecipem-se ao pedido de socorro, no entanto, para assim agir faz-se necessário deixar de lado seus inflados egos e colocar-se, humildemente, em posição de igualdade com o sofredor.

TODOS indistintamente têm condições de impregnar de AMOR o seu SERVIR, pois cada um, imagem e semelhança do Mestre, leva em si uma natural e espontânea disposição em auxiliar o próximo.  Poucos são os que passam incólumes frente a uma situação de dor e desamparo, então, tratem de imbuir-se do que efetivamente são capazes: – SERVIR AMANDO indistintamente, a todo momento, a qualquer um com quem tenham contato, sem tempo determinado, sem posteriores cobranças. 

Façam-se dignos alunos dos ensinamentos que esta Casa lhes oportuniza e – tenham certeza – os maiores beneficiados são os que se dedicam e se doam movidos pelo AMOR.

Quem Serve com Amor, colhe Alegria e Paz!

 

Anabando

 

Recebida pela Magali em 01/10/2010

Revisão: Clovis