Home > Navegue

UM PEDIDO DE AJUDA

 

Onde há espaço para alguém que perambula pelos vãos da existência, sem encontrar um porto de acolhida? Sim, eu ando pelos vãos da vida material, ainda que não tenha mais um corpo físico e tento achar algum lugar para ficar, para ser aceito, tratado, entendido e amado apesar de todas minhas deficiências como espírito que sei, agora sou.

Percebo que todos estão envolvidos em seus múltiplos afazeres e não se dispõem a prestar atenção quando algo ou alguém lhes atrai o pensamento, o sentir ou o olhar.

Sim, existem os que são capazes de ver, os que sentem e os que percebem que alguns pensamentos diferentes os afligem, mas buscam prontamente uma distração ou, mais comumente ainda, dizem que é efeito de uma noite mal dormida, algum alimento que ingeriram ou alguma energia negativa que “pegaram” ao estar com esta ou aquela pessoa.

E como ficam os Seres que, como eu, só querem ser atendidos em suas carências de esclarecimento, acolhida e encaminhamento?

Já escutei que a Casa é um local de acolhida aos carentes do caminho, mas se assim é porque não sou notado? Pelas marcas que trago das maldades cometidas? Pela densidade negativa que emano?  Estando agrupados neste espaço espiritual para fazer um trabalho de acolhimento, como não se dão conta de que estou, em muitos momentos, junto aos tarefeiros desta Casa?

A quem afinal estão acolhendo se eu, assim como outros não encontramos guarida para nosso sofrimento, nossa dor?

Este é o aprendizado que estão fazendo do Servir amando? 

A quem estão a servir, a vocês mesmos? A quem estão amando, somente aos mais próximos?

Aos que puderem me ver, sei que minha aparência não é bonita, agradável, mas não fui um mau sujeito, apenas cometi alguns erros sérios, como muitos de vocês cometem; aos que puderem me sentir, sei que minha energia é pesada, mas como se tornará mais leve se eu não for ajudado? Aos que se sentem confusos, por minha interferência, como poderei deixá-los tranquilos, se fazendo o que faço não sou percebido?

Quero que entendam que não os perturbo por um simples prazer, mas tão somente porque preciso de ajuda e garanto a vocês outros existem nas mesmas condições.

Abram espaço em suas tarefas espirituais para receber Seres como eu, que carecem de uma acolhida fraterna e isenta de críticas para, com o auxílio adequado, serem encaminhados para um lugar mais adequado às suas condições.

Não sou um Ser ignorante, desconhecedor das leis de causa e efeito, sou apenas alguém que perdeu o rumo, enveredou pelos descaminhos da marginalidade e envolveu-se em situações onde imperava a hipocrisia, a maledicência e a manipulação desenfreada.

Eu fui como muitos de vocês são no hoje e não tive quem me orientasse, me amparasse e afastasse dos erros de avaliação que cometia.

Façam por mim, assim como muitos fazem por vocês, apenas isto.

 

Um igual

 

 

Recebida pela Magali em 20/05/2011

Revisão: Clovis