Home > Navegue

O MOMENTO PLANETÁRIO

Há que incluir em suas orações rotineiras uma prédica especial pela humanidade, por seus tantos irmãos na matéria que estão a enfrentar processos sofridos de toda ordem, quer seja através de males desconhecidos, quer seja pelas catástrofes que se tornam cada vez mais frequentes.

A Terra está vivendo um processo de transição em que se faz, naturalmente, a separação do joio e do trigo.

Mesmo aqueles que a maioria considera figuras que simbolizam o que há de melhor no Ser humano e que seriam os símbolos do Trigo, não estão imunes de serem levados, pois nem sempre os que fizeram o melhor para seus iguais, o fizeram também para si mesmos.

Priorizar a bondade, a caridade, e a generosidade é valiosa atitude quando, quem tal postura adota está fazendo, ou já fez, bastante por si mesmo.

De há muito estão sendo alertados que “os tempos são chegados”, porém a tais alertas deram importância por um curto espaço de tempo, deixando que a rotina voltasse ao que sempre foi.

Desta vez, estamos querendo despertá-los da sonolência da acomodação e mostrar-lhes que para alguns a fase da mudança significativa está findando o que, entretanto, não os impede de priorizar um investimento direto e profundo naquilo que se faz passível de ser renovado.

Existem gradações nos trigos e nos joios, nem todos estão aptos a serem classificados como pertencentes a um ou outro qualificador, visto que permanecem num espaço intermediário e, para estes, ainda está disponível um mínimo de tempo.

Não importa como cada um de vocês se considera, não percam tempo com avaliações, mas dediquem-se a uma profunda e rápida análise de seu momento e focalizem suas atenções naquilo que identificarem como aspectos que podem ser melhorados.

Outro tópico importante é que a disposição que têm para julgar e/ou criticar o outro, deve ser usada para trabalhar suas limitações, pois de nada lhes adiantará ter um parecer definido em relação ao seu parceiro de caminho e ignorar o que em si é tão gritante como característica a ser melhorada.

Voltamos, então, ao foco de nosso recado que é a importância de fazerem por si e com fé e boa vontade fazer pelos outros.

O distanciamento em relação aos abalos mais significativos que o Planeta está sofrendo, impede-os de uma ação mais direta, entretanto, é oportunidade de demonstrarem sua fé e solidariedade, através de orações permanentes que não poderão sanar os males, mas aliviar a dor de quem os padece.

Lembrem, também, que ninguém em lugar algum está livre de ser engolfado pelos ventos da drenagem liberatória deste Planeta.

Orem com fé, colocando seus melhores sentimentos e vibrações e, tenham certeza, estarão contribuindo para o bem comum.

 

Messias

 

Recebida por Magali em 20/12/2012

Revisão: Clovis