Home > Navegue

RENOVAÇÃO

Pela ladeira do desencanto todos passarão um dia, pois sem fazer este percurso não há como avançar como Ser em renovação.

É preciso acolher a desilusão consigo, admitir que está distante de ser o que pensa que é.

Vemos caminhantes que insistem em se manter em trajetos retos e planos, sem desvios nem declives, como se a única possibilidade que existe, para eles, seja manter-se no nível em que estão ou ascender.

A vida na matéria não se restringe a acertos e erros, ela está mais para um aprender e aprender, constante, independente de estar acertando ou errando, de acordo com os julgamentos que fazem de si e com o que consideram o ideal de quem se diz em processo evolutivo.

Estar em aprendizado, significa subir e descer ladeiras na assimilação das lições necessárias; representa andar em alguns momentos em rotas planas e retas, porém quando tais períodos ocorrem é para que se reabasteçam de energias para enfrentar os desafios que logo ali estão a esperar pelos aprendizes do Servir amando.

Valorizem, ao máximo, a oportunidade que receberam de encontrar um local que lhes possibilita esta tão delicada tarefa que é melhorar-se, adequar-se ao que é, aceitar que não pode tudo, mas muito pode dentro daquilo que trás como bagagem espiritual.

Olhem para si, num momento de silencioso recolhimento e observem quantas habilidades possuem que estão adormecidas, quantos conhecimentos estão em desuso por não se permitirem aceitar-se em totalidade, pois na medida em que negam seus aspectos considerados negativos, também limitam o acesso ao que é positivo e que lhes alavancaria o crescimento.

Quem aceita descer as ladeiras desafiadoras do autoconhecimento vai descobrir que sem esta possibilidade não teriam acesso ao que os fará Seres integrados em todas as suas nuances.

Lembrem, ainda, que após uma descida certamente encontrarão um caminho plano, mesmo que com muitas pedrinhas que precisam ser examinadas, polidas e integradas em suas bagagens existenciais.

Cada um de vocês é um Ser rico em potencialidades, com condições de se fazer mais feliz em sua atual estada na materialidade, bastando para tanto que entendam que as convenções sociais e os avanços da sociedade em todas as áreas de conhecimento, fazem com que adotem posturas que nada mais são do que meios de se adequar ao que acreditam os outros esperam de vocês.

Com tais atitudes, acabam por se distanciar de suas essências fazendo brotar o desencanto, pois percebem que por mais que façam, se agirem em dissonância com suas almas, acabarão por não receber o reconhecimento que imaginaram iriam obter.

Andem no plano, nos declives, nos desvios e nas subidas, mas façam-no sempre em concordância com suas vontades mais profundas, com seus anseios mais sublimes e, não duvidem, todos os possuem, só assim sentirão que as mudanças estão ocorrendo.

Estamos próximos de cada um, para impulsionar o enfrentamento dos desafios de se tornar um novo homem.

Nosso acalanto fique com todos.

Alícia

 

Recebida pela Magali em 07/11/2012

Revisão: Clovis