Home > Navegue

NUNCA ESTÁS SÓ

Cuidadosamente nos aproximamos de ti que ai estás tão desalentado, não vendo nenhuma cor, entre as tantas que te rodeiam, não sentindo o perfume das flores nem ouvindo o alarido dos pássaros que cantam suas sinfonias como se a ti fossem dedicadas.

Sabe, caro amigo, nós já passamos por momentos assim, nós também sentimos a tristeza da perda, o amargor do abandono, o desconforto da angústia, mas podemos te garantir que tudo se torna menos sofrido quando aceitamos a inevitabilidade de nossos programas vivenciais.

É exatamente assim, quando se aceita passar por determinadas experiências no corpo físico não temos como delas fugir, mesmo tendo a condição do livre arbítrio.

Ao acolher o desafio de encarar perdas significativas, ao estarmos na matéria, nos responsabilizamos pelo que vamos sentir e nos propomos a cumprir à risca o previamente estabelecido.

Então, diante do que te aflige e que deixa teu olhar nublado, o sorriso ausente e a palavra emudecida, pelo tamanho da dor que estás a sentir, nós nos apresentamos a ti para te alcançar um pouco de serenidade e drenar o excesso emocional, te trazendo o conforto de saber que tudo aconteceu como estava previsto e que nada poderias ter feito para impedir o que ocasionou o que ora sentes.

Tua caminhada continuará, dentro do que te comprometeste a executar, porém sabemos que a ausência de quem te foi tão importante, com quem tanto trocaste carinho e afeto, permanecerá marcada como uma flor que, mesmo seca, guarda em si seu perfume original – o amor.

Lembra que os reencontros que aconteceram no hoje se reproduzirão, caso tenham angariado merecimentos para tal, no amanhã, quando a eternidade da vida espiritual facilitará que, mesmo em patamares diferentes, estejam sob a mesma vibração de bondade e amor.

Agora, entrega-te às nossas ternuradas energias para que possas levitar em meio à paz espiritual que estamos te alcançando.

Neste momento, te estimulamos a olhar em volta, a perceber a beleza do local que escolheste para mergulhar em tua dor, a constatar que assim como tu, muitos dos que circulam por este mesmo espaço, ainda que aparentem alegria levam em si, dores de intensidade semelhantes à tua, portanto vê que não estás só, nem mesmo em teu momento único de sofrimento.

Estamos satisfeitos, pois nos acolheste de modo gentil e te deixaste envolver por nosso carinho protetor.

Por fim, vamos te deixar com o coração aquecido através do manto colorido e repleto e energias positivas que colocamos sobre teus ombros.

Quando a dor se fizer muito expressiva, te dá um autoabraço de modo a que tuas mãos alcancem a suavidade do manto que ficará te nutrindo.

Liberaremos tua tristeza na fogueira de nossa alegria.

 

Anabando

  

Recebida pela Magali em 25/05/2013

Revisão: Clovis