Home > Navegue

UMA ORIENTAÇÃO FRATERNA

Quem insistir em erguer suas obras sobre o solo das areias movediças da desconfiança e da desconsideração com seu semelhante, logo entenderá que não fez a opção mais adequada a quem se diz obreiro na sementeira do Mestre.

Aos que já fizeram tal opção percebam que existem outros terrenos mais firmes como os do respeito pelo outro e a compreensão de que, quanto mais firme o solo maior a chance da obra perdurar além daquele que a criou.

Muitos fazem projetos mirabolantes, fantasiam que possuem poderes para atropelar quem estiver pelo caminho e assim, desconfiando da integridade daquele com quem cruza, não tem pejo em considerá-lo um Ser inferior, alguém que não é digno de compartilhar sua jornada.

Um solo movediço não só impede uma construção, como também, atrai para suas profundezas quem nele se aventurar.

Há que lembrar, ainda, que quem desconfia do outro é por se saber não confiável e, assim como não tem consideração pelo seu igual, é por considerar-se, também, indigno da mesma.

Esquecem vocês, com facilidade, que é no outro que está refletida sua imagem, portanto, o que observam nele é o que possuem em si mesmos, ou seja, só conseguem perceber em alguém aquilo que possuem em si.

Assim, quando imaginam ser possível erguer uma obra em solo inadequado é por se reconhecerem incapazes de firmarem-se em algo mais consistente.

Indagamos, então, como e para quê se dispõem a trabalhar na base da desconfiança e da desconsideração, quando podem, perfeitamente, escolher a responsabilidade, o respeito e a fraternidade como guias em seus modos de proceder?

Conseguem alcançar o objetivo preciso de nossa comunicação?

São capazes de entender que objetivamos tão somente desviá-los de rumos, opções, decisões que nada lhes acrescentará em seus avanços para um patamar evolutivo mais condizente com o que merecem e são capazes de obter?

Estamos, em verdade, lançando a corda de nosso afeto para os que, mesmo que inconscientemente, já colocaram os pés na movediça inadequação de suas decisões, pois acreditaram que em algum ponto haveria solidez.

Tudo que não for positivo, tudo que referir-se a atitudes geradas na indiferença, desconfiança, desrespeito e/ou egoísmo só lhes trará negatividade, atraso em seus projetos e arrependimento pelo tempo que estão desperdiçando.

Reflitam em como estão projetando suas obras e só as coloquem em prática quando puderem firmá-las na rigidez do amor fraterno e da generosidade.

 

Obreiros em Cristo

 

Recebida pela Magali em 07/07/2013

Revisão: Clovis