Home > Navegue

FASES DO TEMPO

Para mais um estímulo ao autoconhecimento, queremos fazer uma inter-relação entre as manifestações da natureza e os comportamentos daqueles que buscam se tornar melhores, mais em acordo com o que para si anseiam.

Existe a etapa estacional em que o solo fica coberto pelas tantas folhas que, com seu colorido diferenciado, formam um tapete e que caracterizam a saída do velho para que o novo se instale.

É a época em que vocês podem deixar cair, no solo de suas existências, as folhas de amargura, desânimo, tristeza e solidão, para que possam se manifestar as alegrias e as energias direcionadas ao que ambicionam.

Tempo de reflexão

Na etapa em que as abundantes águas chuvosas se fazem presentes e o frio enregela seus corpos e almas, é a fase do recolhimento, da aquietação, para que as sementes germinadas, para uma nova postura, no solo das folhas caídas de suas mágoas, se fortaleçam.

Tempo de introspecção.

Aos poucos esta etapa vai se afastando e deixando que surjam os perfumes de suas novas e floridas manifestações, permitindo que o brilho de suas determinações solares se apresente com intensidade, tornando suas vidas mais brilhantes.

Tempo de fortalecimento.

As vivências vão se sucedendo, reluz com vigor o jardim de seus recentes e eficazes comportamentos e um novo momento estacional começa a se manifestar.

Fase em que podem despir-se do que ainda restou de velhas atitudes e deixar que o calor solar conclua a tarefa iniciada quando o solo era um tapete folhado, vivificando o que se fixou como o melhor em cada um e eliminando com sua energia o que restou impregnado dos antigos comportamentos.

Tempo de atenção. 

Qualquer que seja o tempo estacional de suas vivências, sempre é o momento oportuno de olharem-se com carinho, aceitarem-se falhos, possuidores de poucos conhecimentos e que podem, assim como faz a natureza, passar de uma etapa a outra nos seus processos evolutivos tendo sempre, em cada período, o indispensável cuidado em relação aos efeitos que um agir diferente poderá causar naqueles que fazem parte de seus pequenos mundos.

Sabemos que cada um é responsável por si, porém não devem desconsiderar que suas mudanças alcançam os demais e, em algumas oportunidades, causam sofrimento ao outro.

Tempo de valorizarem as conquistas.

 

Alícia

 

Recebida pela Magali em 03/04/2014
Revisão: Clovis