Home > Navegue

OS REMOS DA MISERICÓRDIA DIVINA

Existem momentos na vida humana em que vocês se sentem como estando à deriva, num mar de desafios que lhes abala a segurança que consideravam ter.

Olham para os lados buscando alguém que os socorra, lhes alcance os remos fortificados pelas energias neles plasmadas, mas percebem que os possíveis socorristas possuem tão somente pequenos e frágeis remos e, portanto, não lhes podem alcançar.

Na água observam outros na mesma situação, ansiando por ajuda, porém, também eles não são atendidos.

É salutar indagarmos como chegaram a tal momento e se por ele se responsabilizam, visto não terem sidos empurrados para este manancial de desafios, não, pelo contrário, já haviam sido alertados diversas vezes sobre os riscos que corriam ao adotar determinados comportamentos.

A vaidade de acreditar que não precisam de esclarecimentos os levou a ignorar o que lhes foi apresentado e, agora, colhem as consequências.

A nós, não é relevante saber como ou quando se fizeram algozes de si mesmos, mas a constatação de que alguns dos frequentadores desta Casa em tal situação se encontram exige nossa colaboração.

Sentem-se à deriva, sem um rumo específico para alcançar o que almejam, sem quem os compreenda e não critique suas possíveis falhas.

A maioria a este ponto chegou por um motivo simples, deixaram de vigiar seu sentir, pensar e fazer, envolvendo-se em acontecimentos que poderiam ter sido evitados, ou amenizados em sua intensidade, se atentos estivessem.

Sabemos que não há como evitar que comprometimentos consequentes de desafios assumidos sejam afastados, estes, por mais dolorosas que sejam as experiências, precisam ser enfrentados com fé e coragem, pois estão adequados ao previamente estabelecido.

Estamos a nos referir à situação inicialmente citada, quando se sentem perdidos, não vislumbrando apoio ou proteção.

Não estamos simplificando as ocorrências em que se envolvem, dizendo que basta orar e vigiar para que nada lhes aconteça, queremos tão somente que compreendam o grau de responsabilidade que devem ter com suas vivências, no plano onde se encontram, e esta pode ser demonstrada através da atenção constante às atitudes que manifestam.

Sabemos que os apelos da sociedade, para um viver mais solto e sem maiores compromissos com qualquer credo, são constantes, porém não há motivo que os impeça de agregar os aspectos materiais e espirituais.

Para superar os desafios que ora enfrentam, busquem os remos maiores, provindos da Misericórdia Divina, pois estes certamente lhes darão o impulso que precisam para se colocarem em segurança.

 

Álvaro

 

Recebida pela Magali em 26/03/2014

Revisão: Clovis