Home > Navegue

SERVIR AMANDO ATRAVÉS DE PRECES

Desnecessário seria este nosso contato se os homens que compõem esta grande humanidade não ficassem detidos em seus egos, preocupados com a aparência, com o status social e com os conflitos familiares e profissionais.

O mundo de cada um não se restringe de modo tão apequenado e aquele que dele conseguir sair, ainda que não de forma tão abrangente quanto seria preciso, entenderá que ao ver o outro, ao empatizar com ele, ao ajudá-lo, estará ajudando a si mesmo, pois não considerará suas próprias mazelas assim tão importantes.

A finalidade maior desta nossa comunicação é alertá-los para o muito que poderiam estar fazendo para seus irmãos de todos os povos e credos.

Suponham que vocês estivessem em extrema dificuldade, passando por situações por demais sofridas, e ninguém se dignasse a auxiliá-los, fosse através de suprimentos materiais ou espirituais, como se sentiriam?

O aporte material talvez não lhes seja possível alcançar, mas o espiritual está disponível à suas bondades e amor ao próximo.

Quando oram pelo outro, rogando ao Pai que leve suas vibrações, apresentadas através da prece, para quem está mais distante territorialmente, estão dando uma demonstração de fé, já que muitos acreditam que se os necessitados não estão próximos e visíveis, nada precisam fazer.

Não queremos preocupá-los por algo que não é de suas responsabilidades, entretanto, há que considerar que não o é diretamente, mas, sim, pela filiação espiritual idêntica para todos, ligados como irmãos, filhos do mesmo Pai.

Queremos solicitar aos FREQUENTADORES da Casa de Aura Celeste, mãe amorosa que a todos acolhe, que se disponham a momentos de oração – individuais e coletivos – a fim de levar energias de serenidade, resignação e esperança, não só aos que sofrem fisicamente quanto aos que estão voltando à espiritualidade de modo abrupto, através das batalhas sangrentas que ocorrem dentro do processo de  transmutação planetária.

Com a mesma fé e dedicação orem, também, pelos irmãos que estão sendo atingidos por um mal ainda não controlável, e estes, assim como os outros, deixam a materialidade em grupos que, ao chegarem à casa Paterna, se mostram confusos e com as mesmas sensações dolorosas que os acometeram fisicamente.

Portanto, olhem PARA FORA DE SEUS PEQUENOS MUNDOS, e se deixem envolver por sentimentos generosos, e fraternos, de quem está aprendendo a servir com amor.

Rogamos que não se omitam, não se escusem por justificativas insignificantes a ter um gesto de caridade para quem, tanto na matéria quanto na espiritualidade, está em agônico sofrimento.

 

Messias

Recebida pela Magali em 26/10/2014

Revisão: Clovis