Home > Navegue

TEMPESTADE E BONANÇA

O vento sopra forte

O céu escureceu

O ar está impregnado

Do cheiro de terra molhada

 

Não há pássaros cantando

Nem se ouve o tagarelar

Dos pequenos

 

Quando isto passar

Uma tempestade

Como tantas outras

Já presenciadas

 

O sol voltará a brilhar

O vento se tornará brisa

E a terra mostrará

Seus adubados frutos

 

Assim na vida de cada um

Depois da tempestade

Da dor

Da mágoa

Da tristeza

Do desânimo

Voltará a prevalecer

A adubada terra da fé e da esperança

A brisa trazendo o som da alegria

O anseio por se

Fazer cada vez

Mais útil para si

E para os outros

 

Quando a tempestade chegar

Lembrem que logo virá

Seu reverso.

Assim será.

 

Alícia

 

 

Recebida pela Magali no Grupo Sintonia em 04/09/2014

Revisão: Clovis