Home > Navegue

A HORA DA DESPEDIDA

Não, não se desespere, nem deixe que a tristeza o envolva como uma avalanche que o engolfa sufocadoramente.

A dor que se instala de modo lento ou inesperado, derruba sua estrutura emocional, abala sua fé e aniquila sua energia material. Nós entendemos.

Você quer ir junto, não consegue imaginar uma existência satisfatória, sem a presença de um alguém que tanto significou, que foi tão amado e que, também, o amou plenamente. Nós entendemos.

Não importa se sua dor está sendo extravasada por abundantes lágrimas ou contida de modo silencioso, pois de um jeito ou de outro, você sofre. Nós entendemos.

Aquela certeza de que tudo estava bem, que sua existência na matéria transcorria dentro de um padrão de normalidade apenas com algum sobressalto ameno, caiu por terra, e você se surpreende com um sentimento que quase não consegue comunicar. Nós entendemos.

Nós entendemos toda sua dor, angústia, insegurança, medo, tristeza e nos fazemos presentes para, quem sabe, apenas lhe dizer que entendemos.

Nós entendemos a ponto de lhe dizer, com segurança, que mesmo sendo muito sofrido este momento, ele passará e você voltará à sua caminhada, suas tarefas, seus afetos, dando continuidade à sua vida, mesmo que temporariamente marcado pela dor da perda.

Nós entendemos seu momento e queremos lhe dizer que este afastamento é temporário, você já sabe, mas neste instante isto lhe foge a compreensão, como se ignorasse todas as verdades que a doutrina difunde e este afastamento fosse definitivo.

Não é.

Chegará o momento em que este Ser que foi tão significativo em sua vivência material, com quem compartilhou tantos momentos de alegria, tristeza, amor, desencontro, frustrações, voltará a lhe sorrir como somente ele sabia fazer, lhe envolverá num abraço fraterno, dizendo palavras de serenidade e júbilo pelo reencontro.

Assim há de ser.

Nós entendemos a humana dor de quem vê o outro, que até então estava integrado em sua existência, fazer sua Passagem à espiritualidade, porém você, mesmo neste instante de dor, sabe em seu íntimo que todos farão esta viagem de retorno ao verdadeiro Lar e que há sempre a chance de um reencontro, talvez não tão rápido quanto gostariam, mas sim no tempo adequado ao patamar evolutivo de cada um.

Nós entendemos, acolhemos e compartilhamos este seu momento, com muito amor, respeito e carinho e nada mais queremos que não seja lhe dizer que você não está e não ficará sozinho em sua dor, pois é nossa tarefa, também, dar apoio e suporte a quem vivencia o inevitável momento da separação física.

Este não é um instante de Adeus, mas apenas um Até breve.

Transforme suas lágrimas em aguadouro para as flores de esperança; faça de seu silencioso sofrimento a base para debruçar-se sobre sua essencialidade e ali, recolhido, encontrar a fé e a energia suficientes para seguir adiante.

Nós entendemos!

 

Angelino

 

Recebida pela Magali em 03/02/2012

Revisão: Clovis