Home > Navegue

FALANDO DIRETAMENTE CONTIGO

Queremos falar hoje, agora, contigo que coloca teus olhos e tua atenção sobre estas linhas, que chegastes um dia nesta Casa, cheio de dúvidas, magoado, ressentido, sofrendo dores no corpo e/ou na alma, querendo um apoio, conforto, carinho, atenção; contigo que, talvez, tenha vindo em socorro de um amigo, um familiar, alguém de tuas relações que estava em sofrimento e que te dispusestes a auxiliar; contigo que, depois de aqui chegar, fostes ficando, ficando e passastes a ser também um colaborador nesta grande família que é a Nossa Casa. Uma família que se mantém material e espiritualmente unida, graças ao empenho de muitos e muitos tanto num plano quanto no outro. Tu que te consideras um mero tarefeiro e que como tal, com humildade e respeito vais executando as tarefas, do melhor modo possível e sempre fraternalmente.

Assim, caro amigo, queremos te dizer do quanto tens sido importante para o andamento adequado de tudo que diz respeito a esta Casa, do muito que tua presença acresce para teus companheiros de trabalho, para os mentores espirituais e para os que se beneficiam da atenção de tua generosa acolhida.

Muitas vezes ficas a perguntar qual teu real papel nesta família Nossa Casa e imaginas que nada significas, por não teres uma função destacada, não exerceres nenhum tipo de poder, não seres reconhecido em teu fazer. Grande engano. Significas a doação amorosa sem espera de recompensa; tens a destacada função de acolher os que aqui aportam, assim como também ocorreu contigo; teu poder é o da doação e do amor, um poder que muitos não identificam como tal; recebes o reconhecimento da espiritualidade, de todos os que através de tua participação são esclarecidos, encaminhados, aliviados das culpas que persistiam ao longo do tempo, portanto, tua participação nesta Casa é valiosa e, além disto, possibilita teu crescimento, tua evolução como homem e como ser espiritual.

Sabes por que te falamos diretamente? Porque em alguns momentos percebemos que sentes uma sensação de abandono, de desamparo, de menos valia, como se não valesse a pena continuar na caminhada. Nós te entendemos.

Não ter mais à disposição o porto seguro, o ombro amigo, o ouvido atento e a disponibilidade afetiva daquela que foi orientadora, mãe e amiga de todos, gera uma sensação de insegurança – por isto – estamos a te falar, pra te dizer que continuarás tendo nesta Casa – sempre – não “o” porto seguro, mas um porto seguro, encontrarás sempre alguém com um ombro amigo, um ouvido atento e com disponibilidade afetiva para te acolher. Nesta nova fase, escolhe entre os tantos capacitados a quem desejas confiar tuas dúvidas, com quem queres dividir teus tormentos, para quem queres contar “aquele segredo”, quem pode merecer tua confiança.

As funções são substituíveis, as pessoas não. Cada um tem um jeito todo seu de estabelecer vínculos. Te permite descobrir qual o jeito da nova diretoria espiritual, qual a maneira dos demais encarregados de acolher, apoiar, orientar – dá ao outro a possibilidade de te conhecer melhor, de te auxiliar quando precisares.

A espiritualidade continua atenta a tudo e a todos, pronta a intervir positivamente em benefício dos carenciados.

Voltamos agora ao ponto inicial: – a importância, o valor que tens para esta Casa e para os apoiadores espirituais da mesma.   Acredita, é com teu trabalho, tua doação e dedicação que poderão seguir em frente, levando adiante os propósitos daquela que foi uma das fundadoras desta Casa e que permanecem sendo dos que a administram material e espiritualmente.

Muitos agradecem tua presença e dedicação, obrigada.

Fica em Paz!

 

Anabando

 

 

Recebido pela Magali em 07.10.2009

Revisão: Clovis