Home > Navegue

O SUPORTE ESPIRITUAL

Não te detenhas em tua caminhada ante o surgimento de algum obstáculo que, momentaneamente, possa parecer intransponível.

Para os que têm fé, que confiam cegamente no amor do Pai, não existem desafios não encaráveis, nem dificuldades não superáveis.

Quando, por desatenção, tropeçares em algum obstáculo, aproveita o momento para analisar o motivo do ocorrido e detectando-o não te culpes, apenas reconhece, te perdoa e roga ao Astral o apoio que precisares para sair da situação e seguir adiante.

Algumas vezes, percebemos que qualquer pequeno contratempo é o suficiente para que se desconectem de seus Mentores, para que se comportem como se detivessem apenas por si, os meios para avançar evolutivamente.

Não é assim.

O crescimento espiritual, o amadurecimento psíquico emocional e intelectual, favorece o enfrentamento dos empecilhos existenciais, mas não dá a cada um a liberdade de prescindir do apoio de seus abnegados Mentores.

Todo aquele que despontou para uma vivência mais espiritualizada, mais voltada aos verdadeiros valores de uma passagem pela experiência humana, precisa reconhecer que sua responsabilidade se ampliou, pois passou a ter consciência do quanto é minúsculo em seu agir, sem o devido suporte espiritual.

Seja o obstáculo pequeno ou grande, se manifeste ele através de um embate de personalidades, de uma dor física ou psíquica, de um momento decisório irreversível, de uma perda repentina, de dificuldade para atingir um objetivo tão ansiado, há sempre, ao dispor de todos, as energias generosas e protetoras que o Pai Maior libera aos seus filhos através dos Mentores de cada um.

Não esqueçam que inúmeras vezes são carregados no colo da Misericórdia e do Amor do Pai, mesmo que não percebam o quanto se torna leve a carga das dificuldades e do quão ágeis se sentem para avançar com sofreguidão, sem medo e sem angústia,  pois apenas o que sentem é firmeza e solidez.

Muito tem sido divulgado quanto à importância do orai e vigiai, da prática do perdão e do amor incondicional, do respeito e responsabilidade que precisam ter consigo e com os outros, da importância de uma constante conexão com a espiritualidade, porém, alguns parecem não mais querer saber, não mais desejar alertas, avisos de atenção, palavras de incitamento para que façam o melhor.

 Há os que acreditam que já tomaram conhecimento suficiente de tudo que precisam fazer e que avisos retomados, mesmo que com outro teor, apenas os aborrece.

Aceitamos o posicionamento de cada um, porém não podemos desistir da tarefa que nos cumpre executar, pois deixaríamos muitos à deriva de um norte para suas existências, e de palavras de estímulo para seus momentos de dor.

Estaremos por perto, quando precisarem de apoio para superar qualquer situação para a qual se sintam fragilizados.

 

Álvaro e Anabando

 

 

 

Recebida pela Magali em 23/08/2012

Revisão: Clovis