Home > Navegue

FILHOS DA NOSSA CASA

Não sei como lhes falar. Tantas vezes temos avisado do perigo da invigilância. Tantas vezes e por tantos meios temos avisado, meus filhos, que chego a pensar que já dissemos tudo que havia para ser dito. Sabemos que, na etapa evolutiva que vocês se encontram, o mais difícil é entender o que ainda vem do seu íntimo e aquilo que é do exterior, de elementos que se chegam a vocês.  O que vocês não entendem é que aquilo que os incomoda exteriormente está sendo afinado com o palpitar do seu coração. Tenha, nesta Casa, a grande maioria, muito cuidado com seus trabalhos, muito cuidado com a parte espiritual e material da casa. Não descuidem dos horários, de seus tutelados e, ainda mais, dêem assistência a outras organizações: bancos de sangue, banco de olhos, bolsas de estudo, etc. Realmente vocês estão treinando, adestrando a caridade maior no seu coração. Isto é inegável. O momento que estão passando no seu orbe é a hora do despertar do homem para a caridade crística. Mas não se enganem. Já caminharam muito na trajetória evolutiva, já cresceram, já tomaram consciência de suas tarefas e já aceitaram as mesmas com total convicção de que é o seu caminho real. Vocês estão agora repassando lições que já estão implantadas nos seus corações. O que, até o momento, não se deram conta é que não conseguiram a tão falada renovaçãosem movimentar de dentro de vocês os refolhos de males maiores que assolam a humanidade cega lá fora, e que dormitam ainda vivos no seu coração.  Nos seus corações vicejam a inveja, a mentira, o despeito, a intolerância, a impaciência e o desrespeito pelo próximo. Sim, vocês são ótimos alunos, é inegável. Não se deram conta, porém, que no seu íntimo todos estes terríveis males que assolam a humanidade há milênios continuam como brasas semi-apagadas, mas vivas, na espera de qualquer assopro. Renovação, meus amados, não é aprender doutrina ou evangelho, não é sensibilizar-se com os problemas cármicos de seus irmãos ou com os de vocês. Renovaçãoé retirar do seu íntimo todas as raízes dos vícios que cultivam há muito e hoje já sem tanto afã, mas que, na realidade, de certa forma, cultivam. Se assim não fosse, não correriam perigo algum com as investidas do mal. Se elementos inferiores agridem vocês é porque ainda se afinam com eles e não porque seu débito com a lei se mantém grande, mas porque estão ainda cultivando em seus corações as ervas daninhas e venenosas que ligam vocês vibracionalmente a todos os seres de seu passado.

Podem dizer neste momento: “Não somos iluminados, portanto é natural que tenhamos no nosso íntimo refolhos do mal”.

Sim, eu lhes digo, é natural. O que não é certo é estarem procurando sua renovaçãoatravés de atos muito válidos como a caridade e com o aprendizado do Espiritismo cristão como doutrina. Vocês cresceram e se renovaram de dentro para fora através também dos conhecimentos evangélico-doutrinários, mas isto não basta. Os conhecimentos doutrinários e a caridade material prepararão vocês para a renovação, mas jamais serão a renovação em si.

Vocês usam como veículo tudo o que aprendem nesta Casa para acionar a verdadeira mudança no seu íntimo. Usam tudo o que ouvem nas aulas, nas sessões como ferramentas para sua renovação. Mas o que está acontecendo é que vocês estão crescendo cada vez mais em técnica mediúnica, desenvolvendo cada vez mais sua mediunidade, abrindo suas mentes às verdades espíritas, no entanto continuam com os seus velhos vestidos rotos por hábito, por invigilância, por falta de entendimento talvez.

Quero lhes dizer, queridos filhos, que mais nada podemos fazer por vocês, nós, seus protetores. Vocês estão no meio do caminho onde sua decisão, seu empenho é vital para continuarem sua caminhada rumo ao eterno. Todos vocês têm noção da necessidade de se purgar, de saldar seus débitos, de caminhar mais livremente para o Pai. Mas jamais conseguirão se não extirparem do seu íntimo, por mais que lhes custe, as raízes ainda vivas dos males que os ligam à inferioridade. Estaremos sempre ao seu lado incentivando, protegendo e amando-os cada vez mais, pois são almas amadas nossas!  Mas, no que toca a sua renovação, no estágio em que estão, não podemos nada fazer, pois tudo deve ser iniciativa de vocês. Caminham, no momento, como equilibristas, atravessando de um lado para outro, um profundo precipício. Em cima descortinam os céus, em baixo, as trevas. E caminham equilibrando-se nas varas bambas, até atravessar definitivamente este abismo. São, sem dúvida, os refolhos inferiores que guardam no seu coração ainda palpitante, servindo de entrave para a sua travessia. Lembrem-se que não são os primeiros a fazê-lo e não serão os últimos. Muitos venceram como vocês também vencerão.

Aconselhamos a todos vocês a fazerem sempre, todos os dias, um exame de consciência, investigando seu íntimo para ajudar a encontrarem os parasitas que ainda sugam seus corações.  Ajuda-los-ia a vigilância através da prece e de contínuo cuidado com seus atos e impulsos repentinos. Estudem-se sempre, diariamente. Analisem seus sentimentos, principalmente suas antipatias gratuitas. Analisem tudo que sai de sua boca. Prestem atenção se estão fluindo bênçãos ou urzes. Seus pensamentos são armas valiosas para seu modificar. Cultivem pensamentos dignos, nobres, cheios de amor. Afastem-se dos divertimentos malsãos. Afastem-se de todo o tipo de entorpecente, mesmo da inocente pílula para dormir. Os seus males estão na alma e não no corpo.  Os grandes males iniciam de pequenos deslizes diários, não se esqueçam. Por isto estudem seu dia-a-dia, seus atos e sentimentos, principalmente dentro do seu lar e fora na sua vida social. Temos certeza, terão condições para vencer.

A nossa proteção, o nosso amor vocês terão sempre, em qualquer circunstância que se encontrarem. Não podemos fazer mais nada a não ser protegê-los ou intuí-los ao bem. Guardem uma cópia destes nossos conselhos e releiam diariamente para torná-los cada vez mais vivos nas suas mentes. Continuem com o mesmo zelo de sempre os seus trabalhos nesta Casa, mas não se olvidem da sua luta íntima para o renovar de vocês.

Que o Senhor abençoe a todos e que nos una, cada vez mais, no coração do Cristo Jesus.

 

O Caminheiro

 

 

Recebido pela Nydia em 13 de julho de 1980.