Home > Navegue

ÀS MÃES QUE FREQUENTAM A NOSSA CASA

Minhas palavras são direcionadas a todas as mulheres que frequentam a Nossa Casa, as que são mães, as que tentaram e não conseguiram, as que não tiveram coragem de aceitar o filho que chegava, e às demais as quais, de um modo ou de outro, se envolveram com o processo da maternidade.

Ter um filho não é compromisso fácil de ser assumido no hoje, como sempre foi em todos os tempos, pois se agora eles se distanciam pela tecnologia, no passado mais remoto, as duquesas, princesas e rainhas os tinham e de pronto eles eram entregues às aias, ou seja, eram distanciados pelo protocolo.

E o que dizer das sinhás, que tinham muitos filhos e todos eram cuidados, e alimentados, pelas amas de leite, mães como elas, que eram obrigadas a dividir o seio entre seu próprio filho e o da sinhá, isto quando não somente para o sinhozinho?

Vejam, então, como sempre houve desafios conforme o contexto social em que as mulheres se tornaram mães e, podemos lhes dizer, não houve época melhor para ter filhos, pois a mais desafiadora sempre é aquela que está sendo vivenciada.

Assim, mulheres, mães dedicadas, esforçadas, irritadas, encantadas por suas crias e dispostas a defendê-las de todos os modos, continuem sendo as mães que conseguem, sem culpas, medos ou inseguranças.

Façam o que seu amor mandar e seu racional aprovar.

Aceitem as homenagens, vocês as merecem!

Abraço a todas com especial carinho, reforçando minha compreensão pelo desafio que a maternidade representa.


Nydia

Recebida pela Magali em 01/05/2015
Revisão: Clovis