Home > Navegue

DESABAFO

Queria aquecer-me
Em teu sorriso maroto
Adormentar com
A música de tua
Sonora risada.

Dentro de mim
Te fazes presente
Fora de mim
És sentida ausência.

Não existem flores
Para celebrar o material
Ou o espiritual
A natureza
Descansa deste plantio
Está dando o frio maior
Aquele que preenche
As almas solitárias
Que são em seu sentir.

É tempo propício para
Recolhimento
Meditação
Reflexão
Recorro à tua
Saudosa lembrança
E sei que não sofres
Por este meu recordo.

Continuas generoso
Como foste em vida
Este é só um desabafo
Que almas enregeladas
Necessitam fazer
Logo voltarão as flores
E os pássaros cantarão felizes
As crianças correrão alegres
Por ruas e parques
E eu
Só lembrarei de ti com
Uma saudade feliz!


Alícia



Recebida pela Magali, no Grupo Sintonia, em 23/07/2015.
Revisão: Clovis